Coluna Circulando e a política atual.

Menos gastos.

Ana Maria Leal
Março 11/ 2019

Cada vez mais a população tem cobrado de nossos representantes em todas as esferas de governo ações que moralizem e acabem com privilégios e mordomias no ambiente político.  

Pois o senador Lasier Martins (Podemos) está apresentando nesta terça-feira (12)  um projeto para reduzir gastos do senado.

Foi o que contou em primeira mão para a Rádio Gazeta AM nesta segunda (11) na abertura da Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque.

Disse que preparou esse projeto nos últimos três dias, trabalhando em casa.

Concorda que o senado gasta demais.

O orçamento para este ano de é de R$ 4 bilhões e 503 milhões de reais.

''_Esse valor é uma coisa estapafúrdia, se gasta demais, são terceirizações em demasiado, são 8.730 funcionários para 81 senadores, temos mordomias, benefícios injustificáveis, eu gasto 22% da minha cota de passagens aéreas, o resto volta para o tesouro nacional, é um orçamento superestimado, temos que ter um orçamento real, vem tanto dinheiro nos últimos 4 anos, e senado devolveu R$ 1 bilhão e 200 milhões''.

Está certíssimo o senador.

Sabe que o recado dado nas urnas em outubro do ano passado foi direto: ou os políticos mudam, ou mudam os políticos.

Claro que muitos teria sido melhor não terem conseguido se eleger.

Mas é um passo de cada vez. Uma eleição, depois outra.

E como disse Lasier ''_Estamos lá para fazer um novo Brasil, e estou muito feliz no meu partido novo, porque tem como lema que podemos mudar o Brasil''.

O eleitor agradece.

E espero que permaneça atento ao que fazem nossos eleitos. 

E principalmente naqueles que não quiserem que essa proposta siga em frente.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais