Coluna Circulando e a política atual.

Quase oficial.

Ana Maria Leal
Fevereiro 06/ 2019

José Ivan Marques Lara, à frente do PSDB na cidade de Carazinho, falou em entrevista para o Lado a Lado nesta terça-feira (05) sobre a função assumida recentemente, que é ''organizar o partido até a convenção'' que deve acontecer no final de março, início de abril.

Professor, bancário, começou na política na Arena, foi candidato a vereador pelo PDS, não se elegeu, e a seguir, com Iron Albuquerque, migrou para o PSDB. Esteve na direção da Eletrocar e setor de indústria e comércio na gestão do ex-prefeito Iron. No ano passado voltou para a campanha eleitoral participando da campanha tucana no estado.

No momento está dando encaminhamento a questões internas, burocráticas, do partido que vai estar ''a ponto de bala para as próximas eleições''.

Na condição de presidente da comissão provisória do PSDB Lara visitou o prefeito Milton Schmitz (MDB).

''_ Foi uma conversa profícua, pois embora oposição, o PSDB não é oposição à Carazinho ou ao MDB, mas uma oposição positiva''.

Segundo ele ou há uma união de siglas em torno da cidade ou Carazinho não vai para a frente.

''_ Carazinho perdeu 6 mil habitantes, perdeu empregos, está virando uma cidade dormitório, temos que pensar em Carazinho, todos sentar e conversar sobre o que é bom para Carazinho, e não se isso vai dar voto, não adianta ganhar uma eleição e carazinho cada vez desmoronar mais''.

Perguntei a respeito da definição para a 39ª CRE e Lara disse preferiu não falar em nomes para aguardar a publicação no Diário Oficial do Estado que deve ocorrer nesta semana.

''_  Não adianta falar um nome aqui e depois ter que se retratar. Conversei com o secretário  de Educação em Porto Alegre, não se sabe se a CRE vai ficar aberta, vamos lutar para que fique, mas isso é um designo do estado. A coordenaria vai ficar com o PSDB,  estamos pedindo ao município a cedência de pessoa que vai assumir, pode demorar um pouco, então vamos aguardar sair no Diário Oficial''.

Ele não falou o nome, mas na rede estadual de ensino já é de conhecimento que a indicação será de Cristina Lunkes Hartmann,  servidora pública do município, e por esse motivo é necessário o trâmite para que assuma o cargo na rede estadual de ensino.

Na entrevista Lara também comentou recente declaração do ex-presidente FHC de que o PSDB acabou.

''_ Na visão dele pode ter acabado, a ideia que ele tinha do partido, chamado neoliberal, partiu para ser liberal, ele queria um partido de centro esquerda e infelizmente a ideologia do ex-presidente não evoluiu politicamente com o tempo, ficou muito atrelada a alguns fatores, se olhar paradigmas políticos dos últimos anos ele pensa em ideias que eram avançadas, mas tempo avançou, temos hoje um PSDB que está voltado mais a interesses das pessoas, da população, com visão mais pragmática para resolver problemas urgentes, necessários, e das gerações futuras, esse é o novo PSDB''.



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais