Coluna Circulando e a política atual.

Carazinho é uma delas?

Ana Maria Leal
Janeiro 08/ 2019

Causou, realmente, inúmeras reações, a informação da colunista Rosane de Oliveira de Zero Hora de que o governador Eduardo Leite estuda reduzir o número de Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) pelo estado.

Se hoje são 30, o tucano cogita ficar com 12.

O objetivo seria colocar em sala de aula professores que atuam nessas coordenadorias, em números que podem representar pelo menos mais de mil professores.

A análise que está sendo feita para apurar quais seriam essas coordenadorias que vão deixar de existir, a princípio, tem a ver com o seu desempenho.

Mais do que isso, a proposta vai ao encontro do que o tucano pensa como uma forma de conter gastos, ao mesmo tempo em que garante docentes para escolas onde existe essa necessidade.

O secretário de Educação Faisal Karan já declarou que o primeiro passo é colocar a casa em ordem e recuperar a esperança dos servidores diante dos atrasos salariais.

E a 39ª CRE, com sede em Carazinho, seria uma das que vão deixar de existir?

Tudo é possível.

A notícia, pelo menos por enquanto, tirou o foco das tratativas nos bastidores sobre ?quem? poderá assumir a coordenação, já que é preciso, antes disso, saber se a cidade vai continuar a ter sua coordenadoria. 


Compartilhe esta coluna em suas redes sociais