Literatura e Português

Atenção com a AMBIGUIDADE textual

Maria Solange
Novembro 26/ 2018

A ambiguidade é um fenômeno semântico que aparece quando uma palavra ou grupo de palavras é associado a mais de um significado, gerando interpretações distintas. Dependendo do contexto, torna-se estilístico, mas deve-se ter o cuidado, porque gera duplo sentido na ideia que se quer transmitir. 

Há dois tipos de ambiguidade: a lexical (quando ocorre no nível da palavra) e a sintática (quando ocorre em consequência da ordem em que os elementos aparecem na frase). Vejamos alguns exemplos:

 ->Aquele era o canto preferido pelos estudantes. (canto = lugar; verbo cantar; canção) - Os meninos pisaram nas folhas. (folhas = de árvore; de caderno) -> contêm ambiguidade lexical, porque se referem aos sentidos da palavra na frase.

 ->Crianças e pais felizes comemoravam o evento. (quem estavam felizes? crianças ou pais) - Natália viajou com Regina e o filho. (de quem era o filho? da Natália ou da Regina) -> contêm ambiguidade sintática, porque a ordem dos termos provoca duplo sentido).

Esse tipo de ambiguidade encontramos muito em tirinhas, charges ou piadas humorísticas. Alguns exemplos diversificados:

1 - Doutor, já quebrei  braço em vários lugares.

   - Se eu fosse o senhor, não voltava mais para esses lugares - respondeu o médico.

2 - O rapaz ia andando na rua, quando encontrou uma amiga falando: quarto, sala, cozinha, banheiro...quarto, sala, cozinha, banheiro... Ao que o rapaz perguntou: - Amiga, o que está fazendo?

E ela respondeu: - Meu marido me pediu para eu decorar a casa.

3 - Você vai ao psicólogo - disse a mãe - vai lá só para conversar com ele.

Chegando ao consultório, o psicólogo pergunta-lhe: 

- O que está passando pela sua cabeça?

- Pela coceira, deve ser piolho - respondeu o garoto.

4 - O ladrão entra numa joalheria e rouba todas as joias da loja. Guarda tudo numa mala e, para disfarçar, coloca roupas em cima. Sai correndo para um beco, onde encontra um amigo, que pergunta:  - E aí, tudo joia?

- Que nada! Metade é roupa...

5 - A diferença entre uma democracia e um país totalitário é que numa democracia todo mundo reclama, ninguém vive satisfeito. Mas se você perguntar a qualquer cidadão de uma ditadura o que acha de seu país, ele responde, sem hesitação: ''Não posso me queixar''.

6 - Campanha publicitária: ''No dia dos namorados, não fique sem o seu GAROTO''.

7 - Outra Campanha: ''Encha seu filho de BOLACHA''.

8 - Notícia de jornal: O atleta falou ao treinador deitado no chão.

9 - Recado comprometedor: Trouxe os ossinhos para o cachorro do seu marido.

10 - Há também ambiguidade nas imagens:








Compartilhe esta coluna em suas redes sociais