Colun dos Apaixonados pelo Colorado

O cavalo passou encilhado

Anderson Amaral
Novembro 19/ 2018

O Internacional não pode se queixar das chances que teve para alcançar o primeiro lugar neste ano no Brasileirão. Ontem foi o maior exemplo. Ninguém acreditava que o Palmeiras fosse tropeçar diante do já rebaixado Paraná e ainda com desfalques. Mas o improvável aconteceu e o Palmeiras somente veio a empatar o jogo em um penalti marcado no segundo tempo.

Mesmo acontecendo este resultado que ninguém acreditava o Internacional não fez seu dever. Num jogo tecnicamente sofrível, perdeu para o Botafogo, deixando passar o cavalo encilhado.

Com o empate do Palmeiras e uma vitória colorada, a diferença ficaria em apenas 3 pontos, mas agora, face aos resultados de ontem,  6 pontos separam do já virtual campeão brasileiro.

O que resta para a nação colorada é torcer que nas últimas três rodadas, se consiga manter nas quatro primeiras colocações, com jogo difícil já na próxima quarta feira, as 19h30min contra o Atlético Mineiro, no Beira Rio.

O pior ainda foram as expulsões nos minutos finais do jogo, quando por falta de controle emocional, perdemos Rodrigo Moledo e Wellington Monteiro já para o jogo contra o Atlético Mineiro, ambos expulsos pelo árbitro.

Realmente a nação colorada está chateada, pois nem sempre estas oportunidades aparecem, ainda mais quando o Palmeiras, melhor plantel e time brasileiro, colabora, empatando com o último colocado na tabela.

Foi um dos piores jogos que o Internacional fez no ano, sem criatividade e objetividade, com passes errados e problemas de organização em campo, demonstrando falta de comando.

Tomara que a situação seja avaliada pela comissão técnica e direção, para que na próxima quarta feira a atuação seja melhor, mantendo a invencibilidade em casa, ponto forte na campanha deste ano.

De qualquer forma, iniciamos a semana tristes e preocupados com as últimas três rodadas.

Esperamos que a torcida faça a diferença nos dois jogos que restam no Gigante  da Beira Rio.

Para finalizar quero registrar a morte do pai de nosso integrante do Consulado de Carazinho, Carlos Alberto Hoff da Silva, o Cadado, Sr. Pedro Ernesto da Silva, colorado que na manhã de hoje sofreu uma parada cardíaca.

Em nome do Consulado do Internacional de Carazinho, externamos nossos sentimentos pelo óbito do Advogado e Colorado Pedro Ernesto, radicado em Santa Bárbara do Sul, a toda família e principalmente ao amigo Cadado.

Se Deus assim quis é porque está preparando algo especial ao Dr. Pedro. Amém.


Grande abraço.



(Foto: Divulgação/Inter)




E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais