Coluna Circulando e a política atual.

Pensou em renunciar.

Ana Maria Leal
Outubro 30/ 2018

Depois de pelo menos dois meses afastado do cargo de vereador, - se meus cálculos estiverem corretos -, Alexandre Capitânio (PP) reapareceu na noite desta segunda-feira (29) na câmara.

Não para assumir sua cadeira, mas para assistir um pouco da sessão. Na foto aparece ao lado do emedebista Mauro Locatelli.

Conversei com ele por alguns minutos, para saber o motivo que provocou esse distanciamento em cujo período tem sido substituído pelo suplente Márcio Rosemberg, o Lambari, e respondeu que devido a questões particulares.

Porém, é visível que Capitânio não tem motivação para a política ou para ser vereador.

Tanto que disse nem ter se envolvido na campanha política que encerrou há alguns dias.

Ex-prefeito de Aylton de 2009-2012 e secretário de Obras no início da atual gestão Milton e Fernando, Capitânio me revelou que pensou em renunciar à vaga de vereador.

É suplente, na câmara, de Estevão De Loreno, atual secretário de Obras.

Capitânio me disse que pode reassumir em novembro.

Não há certeza de por quanto tempo.  



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais