Coluna Circulando e a política em Carazinho.

Nas obras.

Ana Maria Leal
Outubro 02/ 2018

Quando estive na secretaria de Obras de Carazinho na manhã desta terça-feira (02) encontrei, logo ao chegar, o ex-prefeito Aylton.

"_Que melhor lugar para encontrar o Tocador de Obras, do que nas Obras?", disse a ele, ao nos cumprimentarmos.

Aylton estava do lado de fora da secretaria, dando uma passada pelo local, e conversando com progressista assim como ele, Miltras Pasqualotto, o Foguinho.

Junto com eles estava Vinícius Kunrath, membro da equipe das Obras, (à esquerda na foto) que eu ainda não conhecia, filho do emedebista Luis Kunrath, bem mais conhecido pelos longos anos em que atuou com Marcio Biolchi, e atualmente é assessor na câmara do vereador Gilson Haubert (MDB). 

Na pauta: eleições 2018.

Só se fala nisso, em qualquer ambiente onde se encontre um político.

Grande parte dos progressistas está com Jair Bolsonaro, e não é diferente com Aylton e Foguinho, que seguem a linha do deputado federal Luiz Carlos Heinze.

Lamentaram que a senadora Ana Amélia Lemos não tenha mantido a candidatura à reeleição, agora que as pesquisas demonstram poucas chances da dobradinha Alckmin- Ana Amélia passar para o segundo turno.

Todos muito atentos e torcendo para que a eleição presidencial seja definida no dia 07.

Se bem que a eleição municipal de 2020 não é tema distante. Segundo Aylton, Vinícius é um nome com potencial para disputar uma cadeira na câmara de vereadores pelo MDB.

O próprio Vinícius não negou, ao me dizer apenas que isso ainda não está definido.

Por enquanto, todos vão esperar os resultados das urnas daqui a cinco dias. 




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais