Literatura e Português

Para melhorar a nossa fala do dia a dia...

Maria Solange
Setembro 27/ 2018

Que a nossa Língua Portuguesa é complicada, todo mundo sabe. Porém não custa nos inteirarmos de algumas expressões ou frases que usamos diariamente e que, a princípio, parecem estar corretas. No entanto, ao consultar o nosso velho amigo dicionário e/ou gramática, percebemos que não. Então, vejamos algumas mais frequentes e diárias:

         1- ''Ele interveio no caso'' - nunca ''Ele interviu no caso'' - porque o verbo é ''intervir'' e deve ser conjugado como o verbo ''vir''.

         2- ''Levantem em pé'' - nunca ''Levantem de pé'' - porque ninguém tira os pés para coisa alguma.

         3- ''Entrega em domicílio'' - nunca ''Entrega a domicílio'' - porque quem entrega, entrega em algum lugar.

         4- ''Desligue a luz'' - nunca ''Apague a luz'' - porque a luz é energia e energia não se apaga. Apenas, desliga-se.

         5- ''Ligar o televisor'' - nunca ''Ligar a televisão'' - porque o que se liga é o aparelho e não a emissora.

         6- ''Devo soltar a descarga quando vou ao banheiro'' - nunca ''Devo soltar o vaso...'' - porque é a água da caixa que se deve soltar.

         7- ''Eu vou ao banheiro, à festa, à escola, ao mercado...'' - nunca ''Eu vou no banheiro, na festa, na escola, no mercado...'' - porque o verbo ''ir'' exige a preposição ''a''.

         8- ''Comprei duzentos gramas de mortadela'' - nunca ''Comprei duzentas gramas de mortadela'' - porque, neste caso, ''grama'' significa peso, é uma palavra masculina.

         9- ''Vamos sentar à mesa para almoçar'' - nunca ''Vamos sentar na mesa para almoçar'' - porque ''sentar na mesa'' significa ''sentar'' em cima dela.

         10- ''Comprei um relógio despertador'' - nunca ''Comprei um relógio espertador'' - porque o relógio serve para despertar, acordar.

         11- ''Eu fiquei fora de mim'' - nunca ''Eu fiquei fora de si'' - porque o ''mim'' é pronome pessoal oblíquo pertencente à 1ª pessoa do singular. Quem fica fora de si é você ou ele / ela...

         12- ''Como aquele politico é antipático'' - nunca ''Como aquele político é antepático'' - porque o prefixo é ''anti'' que quer dizer contra, avesso. O prefixo ''ante'' quer dizer antes , anterior a algo.

        13- ''Todo carro deve ter um estepe'' - nunca ''Todo carro deve ter um esterpe'' - porque a palavra ''esterpe'' não existe.

        14- ''Ganhei um pijama e um chinelo'' - nunca ''Ganhei um pijame e uma chinela'' - porque ''pijame'' e ''chinela'' estão incorretas graficamente.

        15- ''Quando criança tive muito terçol'' - nunca ''Quando criança tive muito intersol'' - porque esta última grafia está incorreta.

        16- ''Abra a basculante'' - nunca ''Abra a vasculante'' - porque a última está incorreta.

        17- ''Alugam-se apartamentos'' - nunca ''Aluga-se apartamentos'' - porque o verbo deve concordar com a palavra a que se refere.

        18- ''Está passando um carro alto-falante'' - nunca ''Está passando um carro auto-falante'' - porque o carro não é falante.

        19- ''É uma festa beneficente'' - nunca ''É uma festa beneficiente'' - porque  esta última está incorreta.

        20- ''Ela é uma eletricista feminina'' - nunca ''Ela é uma eletrecista femenina'' - porque estas últimas estão grafadas incorretamente.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais