Coluna Circulando e a política em Carazinho.

Era só o que faltava.

Ana Maria Leal
Setembro 13/ 2018

Nesta semana, quando reclamava sobre a falta de atendimento da Corsan em Carazinho através de uma linha direta para os usuários, como era no passado, antes da criação de um 0800 que, segundo ele, ''não resolve porcaria nenhuma'', o vereador Ivomar de Andrade, o Tomate, do PTB, fez uma colocação que merece reflexão de cada um de nós.

 ''Agradecer ao setor público é o mesmo que, ao ir ao caixa eletrônico para retirar o meu dinheiro, dizer: muito obrigado, caixa eletrônico!''.

Tomate está mais do que certo em afirmar que não entende porque dessa necessidade em agradecer a setores que não fazem mais do que sua obrigação.

''Não há porque agradecer setor público, o setor público só cumpre a sua obrigação, não temos que ficar agradecendo se o dinheiro é do povo, me preocupo quando se tem que agradecer setor público, quando temos é que reivindicar, e da mesma forma reivindicar que a Corsan atenda as pessoas, setor público tem que facilitar, e não complicar a vida das pessoas''.

O vereador falou algo bastante pertinente para qualquer época do ano mas principalmente pelo período eleitoral em que vivemos e somos bombardeados de declarações de quem ''fez isso'' ou ''fez aquilo'' pelo povo, como se fosse algo extraordinário, sem observar que nada foi tirado do próprio bolso, mas dos cofres públicos onde está o dinheiro do contribuinte, o meu, o seu, o de quem paga impostos e cumpre com suas obrigações todos os dias.

Sim, são os representantes do povo mas as ações que desenvolvem são executadas com o nosso dinheiro.

Vale ficar atento não só a esses representantes políticos eleitos com nosso voto, mas no discurso de bajuladores que nada mais fazem do que cuidar dos próprios interesses, que, com raras exceções, dizem respeito unicamente a eles mesmos.



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais