Apaixonados pelo Colorado

Consolidação

Anderson Amaral
Agosto 14/ 2018

Por mais que muitos ainda não acreditem, inclusive colorados, o Internacional se consolidou como a terceira força neste campeonato Brasileiro, alçando vôos maiores, principalmente sonhando em obter a vaga para a Libertadores 2019.

Ontem no Maracanã o Inter jogou como se estivesse no Beira Rio, apresentando futebol equilibrado, desde o goleiro até o atacante. Os três gols do primeiro tempo proporcionaram um segundo tempo de preservação, onde o maior destaque foram os gols perdidos pelo Willian Potker e as grandes e belas defesas de Marcelo Lomba.

A presença do técnico da seleção brasileira TITE ao jogo valorizou a vitória, mas infelizmente não lhe ajudou muito na observação, pois o melhor jogador foi o Uruguaio Nico Lopez, autor de dois gols e com grande atuação.

As últimas atuações do time, que vinha numa crescente desde antes da Copa do Mundo, renovam as esperanças da torcida, a qual, com certeza, irá proporcionar no próximo domingo, as 11 horas, contra o Paraná, a maior bilheteria do novo Beira Rio.

Será a oportunidade de manter a colocação ou de até buscar a segunda colocação, desde que o Flamengo venha tropeçar na rodada, o que não se pode descartar. Mas, de forma alguma se pode perder a tenacidade, humildade e jogo coletivo, sob pena de retornar a ''soberba'' de anos anteriores.

Mas a grande e maior expectativa, sem dúvida, será a estréia do novo reforço colorado, Paolo Guerreiro, jogador de seleção, destaque na última Copa do Mundo e que vem qualificar a equipe, causando grande repercussão no meio esportivo nacional. 

A chegada do atleta ocorrerá amanhã, quando a torcida terá a oportunidade de manter o primeiro contato, desde o aeroporto até o estádio, mas que dará início a um grande esforço da Direção em proceder o registro junto a CBF, esperando ver o nome no BID até sexta feira.

Sem sombra de dúvidas, o momento é de afirmação, baseado nas grandes atuações deste ano e no esforço da Direção em reforçar o elenco, o que pressupõe um final de ano muito mais vermelho do que nos últimos anos.

A luta continua.

Grande abraço.





E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais