Coluna enviada por leitores do portal.

O jeito de fazer política mudou? Ou continua o mesmo?

Ouvinte
Junho 12/ 2018

Refletindo sobre a prática da política atual me deparei com um texto do romano Cícero  que viveu -43 - 106 a.c, um pensador da política romana  e escreveu:"Para ganhar o favor popular, o candidato deve conhecer os eleitores por seu nome, elogiá-los e bajulá-los, ser generoso, fazer propaganda e levanta-lhes a esperança de um emprego no governo(...)

 

A generosidade é um tema amplo (...) Ofereça banquetes e providencie que seus amigos façam o mesmo, procurando atingir seus eleitores?.


Se estudarmos todo o texto desse pensador constatamos que o jeito de fazer política de hoje  não mudou muito!  Na verdade continua com as mesmas estratégias do ano 106 a.C. Hoje temos mais informação, as notícias vêm de forma instantânea e a tecnologia nos permite acessar e estar bem atualizados. Então analisando a história da política no Brasil por exemplo verificamos que a corrupção sempre existiu, desde seu descobrimento ,seguiu na independência , na proclamação da república e no que tange na dita democracia.A compra de votos, a troca de favores,as promessas de emprego e assim por diante são fatos corriqueiros das campanhas eleitorais, que pena!  triste evolução ! Evoluímos na ciência, na tecnologia no mundo do trabalho, mas na ética, na moral e no caráter que propicia a base para uma sociedade realmente civilizada, perdemos para era da pedra lascada. Então o que mudou?


Provavelmente com o avanço da mídia e da internet e de aparelhos eletrônicos que grava, filma e compartilha  os esquemas corruptos que deixa o jogo mais complicado e arriscado,deixando mais difícil fazer coisas ilícitas, ou seja se descobre mais fácil, se dedura o adversário político mais fácil! e a grande massa popular tem acesso a essas informações, todos tem  independente da classe social, abençoada tecnologia!O que está acontecendo é uma mudança de pensamento do povo brasileiro, se compararmos décadas atrás  a maioria da população sabia quando  tinha o jogo da seleção brasileira era algo falado e esperado, gerando muita expectativa , hoje não é a maioria das pessoas que acompanham a seleção brasileira,ou pelo menos não se têm tantos comentários, mas a maioria acompanha a delação premiada, sabem o nome dos ministros e ficam de olho nos julgamentos  por práticas de corrupção e isso é dado  ênfase nas redes sócias e noticiários, então há uma mudança também de prioridades em nossa sociedade e acredito que surtirá resultados positivos futuramente.


Portanto na tese do mais renomado cientista político de todos os tempos Nicolau Maquiavel ''Os fins justificam os meios'' , se torna um pouquinho complicado para nossos governantes  que devem estar no mínimo atentos, pois o povo já não se é levado a urna no cabresto. No entanto, a questão da corrupção no Brasil é muito mais profunda. Acredito que apenas uma pequena parte dos casos seja descoberta e venha a público, mas já é um bom começo .Temos a corrupção política, a corrupção de servidores e de cidadãos desonestos. A corrupção sempre tem dois lados, um corrompendo e outro sendo corrompido.



Professora Mônica de Oliveira

Graduada em ciências sociais e pós graduada em orientação e supervisão escolar.

Compartilhe esta coluna em suas redes sociais