Coluna dos apaixonados pelo Colorado.

Bem na casa dos outros

Anderson Amaral
Junho 11/ 2018

Na coluna anterior  foi dito que para se manter nas primeiras colocações até a parada para a Copa do Mundo, eram necessários 6 a 7 pontos. Portanto, em caso de vitória na próxima quarta feira, no Beira Rio, contra o Vasco da Gama, atingiremos esta marca importante, com possibilidade de figurarmos na 4ª ou até 3ª posição.           

Nos dois jogos fora de casa, parecia que o colorado estava jogando em casa. O empate contra a São Paulo refletiu um resultado injusto, pois a vitória viria coroar uma atuação firma na zaga  e com equilíbrio no meio de campo. Na vitória de ontem contra o Santos, outra vez o time jogou propondo o jogo, tendo várias chances de gol, somente levando o gol num pênalti inexistente marcado por um árbitro que somente compensou outra penalidade marcada irregularmente para o Internacional no primeiro tempo. Na verdade, optou o árbitro em compensar um erro por outro.

Efetivamente estamos com um time muito ajustado na zaga e começando a ter um meio de campo atuante, conduzindo a bola rolando, sem aqueles lançamentos diretos para o ataque (balões). O ataque ainda carece de uma melhor pontaria, pois nossos atacantes não estão marcando, com exceção de Damião que ontem converteu uma penalidade.

 Vitor Cuesta e Rodrigo Moledo estão muito afinados, segurança que é passada para os demais jogadores.

Mas ainda não conquistamos nada, pois o campeonato brasileiro ainda terá 27 rodadas, parando por 30 dias, o que para o time não parece ser uma boa idéia. O importante é manter o ritmo e a confiança e como já havia sido falado no início do ano,  os demais times se encontram no mesmo nível, variando jogos bons com ruins. A única exceção, por enquanto é o Flamengo que está 6 pontos acima do segundo colocado, mas que na retomada do campeonato perderá Vinícius Júnior e Felipe Vizeu,  atuais goleadores e principais jogadores do clube da Gávea. 

Na verdade, o campeonato ficará aberto no segundo semestre, com vários times com possibilidades de alcançar o título, mas principalmente as seis primeiras colocações que remeterão os clubes para a Libertadores 2019.

Quarta feira é dia de Beira Rio lotado, mesmo com o frio que está previsto, quando uma vitória colocará o desacreditado (ex-segunda divisão) talvez na frente de times que até então eram considerados  como seleções.

Grande Abraço. 


(Foto: Site do clube: Ricardo Duarte).




E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais