Coluna Circulando e a política em Carazinho.

Cotados.

Ana Maria Leal
Junho 11/ 2018

Seja para quem for feita a pergunta sobre as eleições municipais de 2020, a resposta tem sido:

''_Primeiro, a eleição deste ano...''.

Porém, conversa vai, conversa vem, a maioria dos políticos acaba revelando que nos bastidores muito tem sido perguntado a respeito de quais nomes serão apresentados aos eleitores para a disputa pela prefeitura de Carazinho.

No fundo, no fundo, essa é a eleição que mais interessa, mesmo que tentem desconversar...

De alguns progressistas ouvi que diante da possibilidade de não ser mantida a atual aliança com o MDB, há quem defenda para encabeçar uma majoritária o nome do ex-vice-prefeito e hoje vereador Alexandre Capitânio.

Há por parte de membros do partido a certeza de que a dobradinha MDB-PP não chegue até o final do mandato, não se repita, e por isso seria interessante começar a pensar em quem indicar para a sucessão municipal.

Soube que em outro partido, o PDT, também se pensa no futuro ali adiante.

Por lá, há muitos que desde agora sugerem a indicação do nome do advogado, assessor jurídico de municípios da região, e pedetista de longa data Anderson Amaral.

O PDT também avalia quem poderão ser os partidos aliados em potencial para 2020.

Não quer repetir o vexame de 2016 - sem candidatura - e por esse motivo, muito vem sendo cogitado internamente. 




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais