Apaixonados pelo Colorado

Empate frustrante

Anderson Amaral
Junho 04/ 2018

Era grande a expectativa no sábado por mais uma vitória no Brasileirão contra o Sport Recife.  Foi uma tarde fria que veio suceder a dois dias de chuva, mas o Beira Rio estava coberto com tímidos raios de sol que tentavam furar o bloqueio das nuvens. 

Mais de 31.000 colorados estiveram presentes, pois uma vitória iria colocar o time nas primeiras três colocações. Infelizmente o gol não veio  e o empate se transformou em uma grande frustração para os presentes e os milhares torcedores pelo Brasil e Mundo.

O que se viu foram os erros de sempre, sem inspiração e competência dos jogadores do meio de campo que não souberam municiar os atacantes. A saída do Potker no segundo tempo melhorou o time, com a entrada de Nico Lopez e posteriormente Rossi no lugar de Lucca.

Na verdade, quando o Inter tem a tarefa de construir, tentando passar pela retranca dos adversários, se mostra um time sem profundidade e com muitos erros de passes de lançamentos. O colorado neste ano tem mostrado competência em se defender, quando joga contra times de maior expressão, mas quando é chamado a produzir e atacar encontra imensas dificuldades.

Mas o Brasileirão segue e a atual 5ª colocação se mostra muito boa, dentro do cenário de retorno da série B. Manter esta colocação até a parada para a Copa do Mundo será uma tarefa gigantesca, pois teremos dois jogos fora, o primeiro amanha contra o São Paulo, no Morumbi e domingo contra o Santos, na Vila Belmiro. Para finalizar este semestre, na próxima semana jogaremos contra o Vasco, no dia 13/06, no Beira Rio.

Para que venhamos a nos manter nas primeiras 6 colocações, são necessários 6 a 7 pontos, o que diante da nossa realidade, é uma dificuldade enorme.

D`Alessandro provavelmente retornará contra o São Paulo, mesmo não estando em suas condições físicas plenas. Acontece que os jogadores que entraram para substituí-lo não tiveram a mesma competência na tarefa de distribuição de jogadas, passes e lançamentos para o ataque.

O ponto positivo é a zaga, a qual tem se mostrado muito sólida, estando de parabéns a dupla Cuesta/Moledo, ajudada pelos laterais Zeca e Iago..

Outra vantagem que se mostra como resultado positivo, é o fato de cada vez mais afastarmos  o medo do rebaixamento, pois dos 87 pontos em jogo até o final do campeonato, teremos que fazer 30 ou 31 pontos, segundo falam os matemáticos.

Esperamos que na próxima segunda feira, após os dois jogos em São Paulo, possamos ainda figurar na primeira página da tabela, o que somente será alcançado com muita garra e apresentações sem invenções, jogando com humildade e ciente da carências e pontos negativos. Que assim seja.

Grande Abraço. 



(Foto: Divulgação/Inter)




E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais