Coluna Circulando e a política em Carazinho.

Tudo azul.

Ana Maria Leal
Abril 16/ 2018

Jorge Dutra, presidente do MDB na cidade de Carazinho, e secretário Geral de Governo, acompanhado de Charles Setti, diretor técnico da Eletrocar (Centrais Elétricas de Carazinho), participaram do Lado a Lado nesta segunda-feira (16).

O motivo, esclarecer mal entendido que rendeu muito disque-disque na semana passada depois que o prefeito Milton Schmitz (MDB) fez um comparativo em entrevista para a Rádio Gazeta dizendo que ''por exemplo, não poderia substituir uma Anelise (Almeida) por um Charles Setti''.

Foi Jorge o porta-voz do prefeito para, dias depois, admitir que ''gerou um desconforto na forma de se manifestar'' mas que tudo foi resolvido ainda na sexta-feira à tarde em reunião com o diretor Charles.

"Na verdade o prefeito deu a entrevista quando estava se deslocando a Porto Alegre, na estrada, fez um comparativo na questão técnica, de que não trocaria uma Anelise por um Charles Setti, diretor da Eletrocar, porque no entendimento que o prefeito se manifestou não colocaria um diretor especializado numa área para substituir alguém na área da saúde, prontamente chamamos o Charles na prefeitura e o prefeito explicou de que forma que ele quis dizer aquilo''.

Jorge também disse que Charles é uma grande liderança do MDB, assim como outras que estão surgindo, que tem condições técnicas de assumir outras secretarias e que tudo já foi esclarecido.

O próprio Charles atestou que está tudo bem: ''lógico''.

E repetiu o que o presidente emedebista informou além de reconhecer que seu forte não é a área de saúde, por isso compreendeu a declaração: ''O prefeito fez uma comparação que a secretária Anelise, com a habilidade dela, está numa excelência de bons atos, e eu não poderia em hipótese alguma me equivaler a ela, pois se tivesse que trocar que fosse por alguém melhor e a partir de conhecimentos na área de saúde. A gente sabe que um partido no poder tem conflitos e aflitos porque estamos numa administração em evidencia, sou sabedor que não tenho as mínimas condições de me equiparar a uma secretária Anelise''.

Sobre as mudanças que devem ocorrer na Eletrocar com a substituição da direção, já há uma transição em andamento, e no dia 30 de abril acontece uma assembleia. Até primeiro de junho todos os nomes de diretores e conselheiros que vão acompanhar o indicado pelo prefeito para a presidência, Danilo Dalzot Flores, deverão ter sido escolhidos pelo prefeito.

Durante o programa Jorge Dutra também respondeu perguntas de ouvintes sobre esses novos nomes.

Uma das perguntas era se Antonio Azir, procurador jurídico da prefeitura, iria mudar de função e assumir o setor jurídico da Eletrocar, no lugar de Giovana Ceconello. Jorge disse que não há nada oficial neste sentido.

A outra pergunta, sobre um dos conselheiros que está sendo indicado ser marido da madrinha do filho mais novo do prefeito Milton. Ou seja, compadre do prefeito.

Jorge resumiu: ''Não saberia dizer, e a Eletrocar não é uma questão de nepotismo, mas de conhecimento técnico da área''.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais