Literatura e Português

Deslizes Gramaticais - II

Maria Solange
Fevereiro 16/ 2018

Dando sequência aos Deslizes Gramaticais que cometemos diariamente sem nos darmos conta, eis mais alguns:

           9- ''Haviam muitos candidatos para o concurso''. Incorreto. Sempre que o verbo ''haver'' significar ''existir'', ficará no singular. Deve-se escrever ou dizer: ''Havia muitos candidatos para o concurso''. A mesma regra vale para a locução verbal: ''Devia haver muitos candidatos para o concurso''. Em contrapartida, quando aparecer o próprio verbo ''existir'', este concordará com o seu sujeito: ''Existiam muitos candidatos para o concurso'' ou ''Deviam existir muitos candidatos para o concurso''.

           10- Sempre que ocorrer a dúvida entre usar ''mau'' e ''mal'', faça-se o seguinte: substitua ''mau'' por ''bom'' e ''mal'' por ''bem''. Se der certo o sentido, parabéns! Por exemplo: sujeito mal-humorado (bem-humorado); vive de mau-humor (bom-humor); o mau aluno sempre vai mal nas provas (o bom aluno sempre vai bem nas provas).

          11- Cuidado com as placas de anúncio, tais como: vendem-se apartamentos ou vende-se apartamento; consertam-se bicicletas ou conserta-se bicicleta; arrumam-se fogões a gás ou arruma-se fogão a gás. O verbo deve sempre concordar com a palavra a que se refere.

          12- Quanto ao uso do sinal da crase em Vende-se à vista ou Vende-se a prazo. Usa-se apenas na primeira expressão, porque ''À vista'' refere-se ao pagamento na hora para não confundir com ''A vista'' de paisagem. E ''a prazo'' não tem crase, porque ''prazo'' é uma palavra masculina e esta nunca admite crase.

          13- Outro cuidado que se deve ter é com as expressões: ''em pé'' e ''em domicílio'' nas frases ''Convido todos para ficarem em pé'' ( não ''de pé'' - nós nunca tiramos os pés para nada); A entrega é em domicílio ( não ''a domicílio'' - entrega-se algo em algum lugar, não a algum lugar).

          14- Muita atenção com as formas verbais - seja, esteja, veja - NUNCA: seje, teje, veje.

E também com a forma verbal ''interveio'' (não existe ''interviu''). O correto é ''O policial interveio na discussão''. 

          15- Atenção redobrada com a escrita das seguintes palavras e expressões: entretenimento; prazerosamente; privilégio; recém; mendigo; mortadela; rissole (pastel frito); rocambole; fajuta; frear; freada; gêmeo; prêmio; desenxabida; disenteria; a  partir  de; a  fim de; de repente; depressa; acima; em  cima; embaixo; abaixo...

          16- Quando for ao supermercado comprar frios, o correto é  ''Quero duzentos gramas de queijo''; ''Preciso de trezentos gramas de presunto''. Nestes exemplos, a palavra ''grama'' significa ''peso'', por isso, os seus determinantes devem estar no masculino para diferenciar de ''a grama'' que quer dizer ''relva''.

          17- Não existe a palavra MENAS. O correto é MENOS. Deve-se dizer ou escrever ''Na festa havia menos pessoas que no cinema''; ''Aquela criança possui menos dificuldades que as demais''.



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais