Literatura e Português

2 0 1 8 ... ano da maioridade

Maria Solange
Janeiro 02/ 2018

Estamos, mais uma vez, à beira de um novo ano ? 2018 -  que contém o número 18, que, segundo a numerologia cabalística, quem nasce no dia 18 é um vencedor nato, é inteligente, tem mente ativa e desperta, e consegue se sobressair em quase todas as atividades. Quando quer, consegue superar todos os obstáculos, pois é um grande lutador, encarando todos de frente, sem medo de nada nem de ninguém. Tem caráter afetivo e é também dedicado aos outros. Como é muito prestativo, consegue fazer amizades com facilidade e ter relacionamentos duradouros, pois também é muito amoroso, apesar de ser facilmente vulnerável e explosivo.

               Sabemos também que 18 é a idade da maioridade, em que a pessoa é considerada responsável pelos seus atos, tanto isso é verdade que tempos atrás, era somente com 18 anos que  se fazia a carteira de identidade, o título de eleitor, que o jovem concluía o Ensino Médio e estava pronto para entrar em uma universidade. Era com essa idade que os rapazes iam para o exército ?servir?, ou melhor, cumprir com suas obrigações de cidadão brasileiro (hoje ainda os jovens devem se alistar, mas poucos vão para o exército). E se a jovem quisesse casar antes de completar os seus 18 anos, o pai ou responsável por ela teria que assinar. Hoje ainda continua assim, comprovando que ter 18 anos significa o início da vida adulta com todos os seus compromissos.

              Como vimos anteriormente, quem nasce no dia 18 é uma pessoa muito inteligente com mente ativa, então, vamos aplicar essa inteligência neste ano de 2018... um ano que, mais do que os anteriores,  simboliza a grande responsabilidade de cada um de nós, cidadão brasileiro. É o ano em que teremos eleições para escolhermos o Presidente do País, o Governador do Estado, os Deputados Estaduais e os Federais. Temos que estar muito atentos como se estivéssemos votando pela primeira vez. É a hora de termos muita responsabilidade e coerência para não nos deixarmos enganar pelas aparências. 

              Vamos, desde hoje, começar a prestar atenção em tudo, nos possíveis candidatos, nas propostas viáveis, descartar as utópicas, aquelas que, muitas vezes, nem são da alçada deles para a sua concretização. E deixar de lado esta ideia de que não gosto de política, não me interesso por isso, não vou votar ou vou anular o meu voto. Somos seres políticos, pertencemos a uma sociedade e, como tal, todos temos o compromisso de escolhermos os nossos representantes, porque senão, outros escolherão e aí, não adiantará reclamar depois. Lembremo-nos de que foi ?a duras penas? que conseguimos esse direito de votar, portanto, temos que fazer jus a esse direito.

            Quero com essa reflexão sobre o número 18 e o ano 2018, desejar a todos um Feliz e Abençoado Ano Novo com muitas realizações, muita PAZ e AMOR em seus corações. Que realmente, façamos tudo para tornar este ano de 2018 um ano de sucesso e conquistas. Até o próximo ano!




            


            

Compartilhe esta coluna em suas redes sociais