Coluna Circulando e a política em Carazinho.

Planos.

Ana Maria Leal
Novembro 10/ 2017

O PDT esteve reunido na noite desta quinta-feira (09) na sede dos ex-alunos do La Salle para discutir se terá uma candidatura para deputado estadual nas eleições do ano que vem.

Até poucos meses o partido tinha Flávio Lammel certo para essa disputa, mas neste ano ele deixou o PDT e foi para o PTB, onde já é pré-candidato a deputado estadual.

Até o final da reunião surgiram três nomes que agora serão apresentados ao diretório: Pedro Teixeira disse que está à disposição se ninguém mais se manifestar porque o partido precisa estar presente na disputa. Depois disso, Carla HIllebrand indicou a presidente da Ação da Mulher Trabalhista (AMT) Adriane De Bortoli, e por último, quando a reunião iria encerrar, o presidente do PDT, Acácio Souza, afirmou que também está à disposição do PDT.

Houve durante a discussão sobre o assunto posicionamentos a favor e contra o PDT ter candidatura. Mais a favor do que contra.

O presidente Acácio contou que antes do encontro ele e o vice Paulo Barboza visitaram prefeitos pedetistas da região, em cidades como Santo Antônio do Planalto, Almirante Tamandaré do Sul, Tio Hugo e Chapada para saber se algum deles estaria interessado em concorrer a deputado estadual.

Se houver um nome desses municípios, terá apoio do PDT de Carazinho. Caso contrário, o partido não pretende apoiar candidatos de fora.

Quer indicar um nome para Carazinho que faça dobradinha com candidatos de fora que vão disputar a câmara federal.

Os pedetistas revelaram, através de vários exemplos, desapontamento com o tratamento recebido de candidatos que vem buscar votos de quatro em quatro anos e depois de eleitos nem recebem o correligionário que ajudou nessa empreitada.

Uma das pessoas que citou os ''candidatos paraquedistas'' foi Eloisa Dreyer.

O ex-prefeito José Luis Espanhol, por sua vez, quer que haja desde já interesse e mobilização dos filiados para demonstrar união e força em 2018.

Além disso, a reunião serviu para mostrar que o partido avançou em áreas como a AMT e Juventude do PDT. NA AMT a presidente Adriane listou projetos que tem desenvolvido buscando espaço em vários segmentos da comunidade, e na Juventude foi apresentado o presidente que deve assumir no final deste mês, Igor Prates. Para sua apresentação oficial deverá estar em Carazinho a deputada estadual Juliana Brizola.

Juliana, aliás, foi uma das figuras políticas cuja ausência e atenção a cidade foi lamentada.

Dos dois vereadores do PDT apenas um compareceu, Alaor Tomaz, que incentivou os nomes que se mostraram dispostos a colocar o nome em uma pré-candidatura, garantiu apoio ao que for decidido pelo partido, mas não pretende ser pré-candidato. Ainda não.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais