Coluna dos apaixonados pelo Colorado

Falta pouco

Anderson Amaral
Outubro 10/ 2017

Foi proposital transferirmos esta coluna para hoje terça-feira. É que o jogo contra o Brasil de Pelotas poderia encaminhar a consolidação da liderança, ou acender a luz vermelha em relação a classificação para a Série A.

Não foi um jogo fácil, porque o Brasil, no primeiro tempo jogou com os 11 jogadores em seu campo,  o que já era esperado. O que não se esperava é que no início do segundo tempo o Internacional perderia o jogador Sasha, por expulsão, por jogada violenta. Foi um sufoco o segundo tempo, mas, com reais 3 chances de ampliarmos o marcador, sem conclusão correta o que nos preocupa. Muitas chances de gol desperdiçadas. 

Mas como diz o colorado e poeta das madrugadas  Sassá, membro do Consulado de Carazinho, o que vale são os três pontos, ?porque não existe gol feio, feio é perder?.

Esta vitória nos coloca na liderança absoluta com 57 pontos e, segundo matemáticos, faltando 8 a 9 pontos para garantir o retorno à Série A, nos nove jogos faltantes.

Com certeza a Direção já deve estar trabalhando para montar time para 2018, face a iminência de retorno à Série A, o que se espera. Algumas carências são aviltantes aos olhos de qualquer torcedor, pois o grau de dificuldade da elite do futebol exige jogadores com maior qualidade, principalmente em jogadas chamadas de fundamentos, como passe, domínio, chute a gol e colocação em campo.

O que nos entristece é ver o gramado do Beira Rio com grandes falhas, pois foi utilizado há poucos dias em grande evento musical e que se agravará ainda mais, pois sexta-feira são esperadas mais de 50.000 pessoas no Show de Paul MacCartney.  Sempre nos orgulhávamos em ter um dos melhores gramados do Brasil, mas, face os grandes eventos com público literalmente ?pisando? no gramado, a tendência é que a situação dificilmente melhorará enquanto persistir a parceria com a BRIO HOLDING BEIRA RIO S.A., que  possui direito garantido em contrato para explorar o estádio em eventos desta natureza.

De qualquer forma, o time deve manter o foco e somente comemorar o retorno a Série A ou até o 1º lugar, quando matematicamente isso for alcançado, até porque como somente faltam 9 rodadas a briga para chegar nas primeiras quatro colocações, manter-se na série B e de não ser rebaixado para o Série C, ficará intensa, com jogos dramáticos e nervos à flor da pele.

Entendo que as próximas 4 rodadas já venham a definir o quadro da tabela da Série B, mas nada de soltar foguetes desde já, até porque o retorno à Série A não deve ser comemorado como uma conquista, mas sim uma obrigação, principalmente para um clube que há pouco tempo empilhava títulos de expressão, tanto no âmbito nacional como internacional.

Grande Abraço. 



(Foto: Divulgação/ Inter)




E-mail:
Compartilhe esta coluna em suas redes sociais