Coluna do Imortal de Gremista para Gremista

Grêmio supera Fluminense na insistência

Agostini Nicolini
Outubro 02/ 2017

Teve que ser na insistência e com uma boa dose de superação para que o Grêmio conseguisse superar o Fluminense na Arena. Diga-se de passagem que foi uma vitória merecida, apesar do escore ter sido mínimo. O Grêmio jogou muito descaracterizado em relação ao time ideal e isso aumentou as dificuldades na partida. O jogo não esteve entre os melhores já vistos na temporada e protagonizados pelo Grêmio, mas premiou quem mais procurou a vitória. Não fosse o goleiro do Fluminense e o Grêmio poderia ter tido uma vitória mais dilatada. A princípio o goleiro carioca foi o melhor do jogo e os visitantes tiveram só três chances em sequência no início do segundo tempo e nada mais. Claro que os recentes problemas gremistas estiveram novamente presentes, porque do meio pra frente o time foi quase que totalmente reserva. O problema de articulação no meio de campo continua deixando o Grêmio bastante órfão. Mas nesta partida contra o Fluminense esse problema pode ser contornado pela insistência e entrega dos que estiveram em campo.

O PRÓXIMO DESAFIO

Considero essa vitória contra o Fluminense como sendo uma das mais importantes no ano. Não porque o Grêmio se mantem com chance de título para os mais otimistas, mas porque mais um resultado negativo poderia criar uma espécie de mini crise no elenco tricolor. Qualquer resultado que não fosse de vitória poderia instabilizar o time e criar mais dúvidas para o torcedor nos jogos da Libertadores. Ganhando, o Grêmio aproveita a folga de dez dias no calendário com mais tranquilidade e pode trabalhar com menos cobranças. Era tudo o que o time necessitava para seguir em frente na busca por seu principal objetivo na temporada que é a Libertadores da América. Os dez dias que separam o time do próximo compromisso podem servir para que a equipe tenha de volta pelo menos uns 80% daqueles jogadores considerados titulares. E aí, até os jogos das semifinais da libertadores, é preciso colocar o time a jogar junto para recuperar o velho entrosamento e, principalmente, voltar a ter aquela performance que encantou o país há pouco mais de um mês atrás. Ninguém esquece de jogar futebol e muito menos deixa guardado no vestiário. É o desafio do Grêmio.

SÓ CINCO TITULARES

Se pegarmos a escalação que foi a campo contra o Fluminense, na última partida, veremos que apenas cinco titulares estiveram presentes. Ou seja: mais da metade do time era formado por jogadores suplentes ou que nem reservas são em muitos jogos. E isso é suficiente para fazer uma diferença muito grande no desempenho do time. Cristian, há quase um ano parado, não comprometeu, mas demonstrou muita falta de ritmo. Quando estiver em plenas condições, é um jogador que irá acrescentar muita qualidade. Os garotos Patrick e Jean Pierre, também escalados no jogo, demonstraram grande potencial para um futuro muito breve a frente do time. Quanto ao centroavante Jael, a crueldade tem partido do técnico Renato que insiste em sua escalação quando até os quero-queros da Arena sabem que ele não tem a mínima condição de jogar no time do Grêmio. Já o atacante Beto da Silva finalmente mostrou sua estrela. Em menos de 15 minutos em campo, deixou a sua marca e garantiu a vitória tricolor. Pode crescer muito mais, desde que receba mais e maiores oportunidades. Está no caminho. Este sim parece ter potencial. 


Basta uma vitória do Grêmio, combinado com um tropeço do líder Corinthians, para que o torcedor gremista volte a sonhar com o título do Brasileirão. Assim como eu acredito no Grêmio na Libertadores, eu não acredito na chance do Brasileirão. Se o Grêmio não tivesse abandonado muito cedo a competição, poderia hoje estar até na frente do Corinthians. Mas foram tantos tropeços inaceitáveis que é difícil recuperar o terreno perdido. Gostaria muito de me juntar aos que ainda acreditam. Matematicamente ainda dá, mas psicologicamente o Grêmio não quer. O Grêmio já se decidiu pela Libertadores. E é bom lembrar: faltam quatro jogos para o Grêmio ser campeão da Libertadores e seis para ser campeão Mundial. O caminho é bem curto, convenhamos. Porém nada é garantia de nada. Mas vamos acreditar. É o que sobrou para nós gremistas ainda neste ano.

A PROPÓSITO ...

Está na hora do departamento médico e da preparação física do Grêmio dar uma explicação pela incidência tão grande de lesões no elenco tricolor. Por que tanto jogador está se machucando tão frequentemente no Grêmio ? Sinceramente não lembro de uma temporada com tantas lesões como esta de 2017. O que está havendo ? O torcedor aguarda uma resposta.      




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais