Coluna do Imortal de Gremista para Gremista

O tudo ou nada do Grêmio

Agostini Nicolini
Setembro 08/ 2017

O TUDO OU NADA DO GRÊMIO

Nas horas e minutos que antecedem ao jogo entre Grêmio e Vasco da Gama, na tarde/noite deste sábado, vai pairar a dúvida sobre a escalação gremista para o confronto. Houve muito debate esta semana sobre a utilização ou não de um time reserva ou titular. Desde a desclassificação na Copa do Brasil venho defendendo a ideia de time sempre titular nas duas competições que restaram ao Grêmio. Muitos defendem que o Grêmio deve continuar priorizando a Libertadores e deixando o Brasileirão em segundo plano, entendendo que a competição sulamericana está mais no horizonte gremista de possibilidade de sair campeão. É discutível. Entendo que será perigoso abrir mão de um campeonato sem ter a certeza que a prioridade eleita possa ser concretizada. Renato diz que quem quer muito não ganha nada. Mas a reciproca também é verdadeira: quem quer pouco, aí sim que fica sem nada. A realidade do Grêmio é um verdadeiro dilema: oito ou oitenta; tudo ou nada.

TODO O CUIDADO

Com relação a possibilidade de título mais perto, já tive muito mais confiança na Libertadores. Mas o sistema de jogo mata-mata me deixa na dúvida. Basta relembrar a semifinal da Copa do Brasil diante do Cruzeiro. No mesmo formato de disputa, o Grêmio deu adeus a competição por conta de um formulismo que pune o clube que não tiver uma boa performance nas duas partidas. Contra o Cruzeiro o Grêmio foi bem na primeira partida, inclusive deixou de fazer uma placar maior, mas deixou a desejar no jogo de volta e a desclassificação acabou vindo e não dando chance para uma recuperação. Esse tipo de disputa infelizmente tem disso. Trata-se de um sistema muito traiçoeiro. Por isso que é perigoso fazer qualquer prognóstico num caso assim envolvendo Grêmio e Botafogo. Aparentemente a Libertadores parece ser uma competição mais fácil de ganhar porque só faltam seis jogos até o título, enquanto que o Brasileirão ainda tem 16 rodadas. Mas ao contrário da Libertadores, o Brasileirão permite recuperação no caso de tropeços em algumas das partidas. Portanto, todo o cuidado é importante para não aparecerem surpresas. 

É PROIBIDO TROPEÇAR

A respeito do jogo contra o Vasco, tenho a impressão que o time será mais titular do que misto. O técnico Renato não vai querer frustrar a expectativa do torcedor, diante da possibilidade de diminuir ainda mais uma possível diferença para o líder Corinthians, dependendo da rodada do final de semana. Seria muito frustrante para o torcedor gremista, o Corinthians tropeçar e o Grêmio não aproveitar a oportunidade por conta de uma escalação alternativa. Porém é preciso lembrar que a presença do time mais titular possível não é suficiente para garantir mais uma vitória. Acho que o Grêmio é muito mais time que o Vasco da Gama, mas será preciso mostrar isso em campo com vontade e determinação. Não será apenas por esta superioridade que a vitória virá sem muito esforço. Luan, apesar de ter voltado da seleção, será uma ausência muito sentida,  por conta do problema de lesão que teve no treino da última quinta-feira. Mas mesmo sem sua presença, o Grêmio poderá ainda ser muito forte. Está proibido tropeçar nesta partida. 

QUALIDADE E QUANTIDADE

Escrevi quase nada sobre a saída de Pedro Rocha e Bolaños. Será que a quantidade e a qualidade do elenco gremista vai sofrer decréscimo com algum reflexo no desempenho do time ? Sou da opinião que qualquer saída de jogador tem seus reflexos, mas no caso do atual momento gremista, acho que vai causar pouca dor de cabeça ao técnico Renato. O treinador inclusive tem se notabilizado em encontrar as soluções no menor espaço possível de tempo. Certamente não será diferente no caso destes dois jogadores que não estão mais no clube. Fernandinho, que vive um momento mágico, deverá ser o herdeiro de Pedro Rocha. Correm por fora ainda Everton e Mike Arroyo. Na verdade são três opções para uma vaga que aparentemente já tem destino. Talvez Renato não precisará queimar seus neurônios com as saídas de jogadores. Mas tudo isso por conta do bom momento que o clube vive dentro de campo. Se fosse em outra situação, a solução não apareceria assim tão rápida. 

A PROPÓSITO ...

A agilidade com que o Grêmio resolve seus problemas é impressionante. Bastou Maicon ser operado para que o clube buscasse um substituto em poucas horas, surpreendendo a todos. E por falar em surpreender, é bem isso que esperamos de Cristian, o substituto de Maicon.    



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais