Coluna do Imortal de Gremista para Gremista

Grêmio comemora eliminação

Agostini Nicolini
Agosto 31/ 2017

A eliminação gremista no Torneio da Primeira Liga, literalmente foi comemorada pelo tricolor. Um estorvo a menos na caminhada de suas prioridades que são a Libertadores e, talvez, o Brasileirão. Se era para continuar escalando um time tão descaracterizado na competição, como vinha sendo, a eliminação deve ser saudada mesmo. Nunca tinha visto antes um certame ser tão desprezado, não só pelo Grêmio, por quase todos os participantes. Dá para contar nos dedos o time que colocou força máxima para tentar ganhar a competição. Particularmente sou contra esse time de planejamento. Sou do tempo que todas as competições deveriam ser disputadas com o objetivo de ganhar. No seu intimo, até acho que o Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, um dos idealizadores do certame, gostaria de ter valorizado a Primeira Liga. Mas como ele é o último a decidir no Grêmio, valeu a estratégia do técnico Renato de deixar a competição, não em segundo, mas em último plano. Diante de um quadro assim, resta ao Grêmio comemorar a eliminação. 

A VOLTA AO BRASILEIRÃO

Se a Primeira Liga é página virada para o Grêmio, o Brasileirão tem outra conotação, sem falar da Libertadores. Em falando em Brasileirão, este será o próximo capítulo a ver protagonizado pelo Grêmio. Neste sábado, diante do Sport na Arena, o tricolor tem a chance de diminuir para sete pontos a diferença para o líder Corinthians. Não é pouca coisa. Se sábado tira três pontos da diferença, daqui a pouco tira mais três e quando percebe já pode estar colado no Corinthians ou até na sua frente na classificação. Faltam 17 rodadas para o Grêmio até o final e isso representa muitos pontos para serem disputados. Já escrevi aqui nesta coluna que, se o Grêmio ainda quiser o Brasileirão, pode ser campeão. Depende só do Grêmio. Time por time, o Grêmio é melhor que o Corinthians e acho que todos os participantes. Ou pelo menos apresenta um futebol mais consistente e de qualidade. Basta o Grêmio querer e entender que dá para disputar as duas competições que sobraram com o mesmo nível. É preciso deixar de lado essa frescura de usar time reserva ou alternativo no campeonato brasileiro. Se insistir nesse rodízio, aí sim não vai ter chances e para nós torcedores cabe não perder tempo em torcer por algo que o Grêmio menospreza. 

DIRETORIA DEVE AGIR

Sou fã confesso do técnico Renato Portaluppi. Acho que, se não fosse ele, o Grêmio não teria este estágio que tem hoje. Mas quero aqui registrar que certas decisões do Renato são equivocadas e a diretoria aceita numa boa, o que considero errado. Até antes da eliminação da Copa do Brasil se justificava time alternativo em algumas partidas. Mas depois da desclassificação, não cabe mais usar esse tipo de planejamento. O Grêmio tem condições plenas de levar com o mesmo nível, e ao mesmo tempo, a Libertadores e o Brasileirão. Mas o técnico Renato entende que não, tanto é que usará titulares contra o Sport e reservas na sequência contra o Vasco no Rio de Janeiro, na outra semana. De nada ainda um esforço enorme para ganhar numa partida e ir enfraquecido na outra. Nesta decisão do técnico acho que falta uma ação e postura superior da diretoria. Está na hora do Presidente Romildo exercer sua autoridade e ditar o que o Grêmio precisa buscar. Parece-me, e até posso estar enganado, que o técnico Renato manda e todos os demais, inclusive a direção, obedecem. 

NOVO DESAFIO DO TÉCNICO

Como escrevi acima, tenho uma admiração muito grande pelo técnico Renato. Mas planejar o que deve se disputar não deveria partir só dele. Ele tem muitos méritos na formação e recuperação de jogadores do atual elenco. Tem também um poder incrível de encontrar soluções para a saída de jogadores importantes. Foi assim com as saídas de Giuliano, Wallace e a lesão de Douglas. Certamente encontrará a solução rápida para as saídas também de Miller Bolaños e Pedro Rocha. Como o Grêmio não irá repor as saídas dos jogadores que foram embora, Renato mais uma vez buscará no seu elenco as soluções. Se Douglas voltar logo, a sua posição no meio de campo será solucionada. Para a posição de Pedro Rocha e Bolaños, Renato deverá testar alguma solução como Fernandinho, Everton e Arroyo. Até acho que, no primeiro momento, o Grêmio poderá sentir a falta de alguma dessas peças do time, mas encontrará solução bem rápido. Com as saídas, o elenco se enfraqueceu um pouco, porém continua muito forte.

A PROPÓSITO ...

A decisão de Luan em não ir jogar na Rússia me cheira a mais uma sacanagem em que o Grêmio será a vítima. Tem quem não acredita em novo caso Ronaldinho. Eu, particularmente, não boto a mão no fogo por Luan. O tempo poderá confirmar ou me desmentir.  




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais