História do Rio Grande do Sul em destaque

Querência/MT realizou Festival Nacional de Cultura Gaúcha

Adari Ecker
Julho 25/ 2017

O sonho do carazinhense Norberto Schwantes deu certo. Schwantes foi o responsável nas décadas de 70 e 80 do século passado, por garantir acesso a terra há milhares de gaúchos.

O sonho se transformou em promissora realidade. E do sonho várias cidades surgiram nos descampados do Mato Grosso, que administradas por empreendedores sulistas alcançaram alto índice de qualidade de vida, além de não descurar das suas origens. 

Nos dias 19 e 23 de julho de 2017, aconteceu em Querência - MT, na sede do CTG Pousada do Sul, o 14º FENART (Festival Nacional da Tradição Gaúcha), bem como, o 18º Rodeio Crioulo Nacional de Campeões e a 8ª Edição dos Jogos Tradicionalistas.

Querência é uma cidade de aproximadamente 16.000 habitantes, mas organizou uma festa digna, com apresentações e disputas nos vários seguimentos artísticos, como provas de danças, cantos e declamações, atividades típicas da cultura gaúcha, além de um rodeio crioulo com mais de oitocentos laçadores. 

Na oportunidade foi apresentada uma mostra vídeo-fotográfica das atividades Pioneiras do MTG, no Mato Grosso.

Além das provas de laço, com participação de laçadores dos mais distantes rincões do Brasil, aconteceram outras competições e provas campeiras, como de Rédeas, estafetas, entre outras.

Também foram realizados jogos tradicionalistas como: bocha, bolão, tava, truco cego, truco de amostra, solo e outros, típicos da tradição sociocultural rio-grandense.

A promoção foi coordenada pela Confederação Brasileira de Tradição Gaúcha (CBTG), por meio do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e os Centros de Tradição Gaúcha (CTGs) associados do país.

Presentes equipes de vários estados, especialmente daqueles CTGs que se classificaram através dos festivais regionais, realizados ao longo de dois anos. 

As equipes premiadas receberam troféus e medalhas. Não houve premiações em dinheiro ou qualquer outro objeto de valor, assim como não foram cobradas as inscrições dos participantes.

A cidade de Querência estava toda mobilizada para receber os participantes do evento que se acomodaram em hotéis, pousadas, casas particulares, casas de amigos, escolas e chácaras, bem como, na sede do CTG pousada do Sul, que possui uma área de dez hectares.

O FENART tem como objetivo difundir o tradicionalismo gaúcho e manter viva a nossa cultura através das danças típicas, por meio das invernadas artísticas e das danças de salão, além da culinária, da indumentária e do traje típico (a pilcha) e a nossa história. 

Durante o FENART Foram realizadas palestras, oficinas e de treinamentos.

Envolveram-se pessoas de todas as faixas etárias: mirim (de 06 a 13 anos), juvenil (de 14 a 17 anos), adulto (de 18 a 35 anos), veterano (de 35 anos a 50 anos) e até Xirus, com idade acima de 50 anos. 

A justificativa do evento é fortalecer a identidade do povo gaúcho, que embora longe do Rio Grande do Sul, continuam cultivando nossas tradições. 

Procurando novas oportunidades Nelson Echer e sua família, moradores na divisa de Carazinho com Chapada, partiram para o Mato Grosso a mais de trinta anos. Trabalharam duro e constituíram uma empresa, a que deram o nome de "Grupo Echer". É especializada na área da construção civil, com vários projetos já realizados e outros em andamento. Durante o FENART (21/07/2017), o Grupo Echer fez a doação de uma casa para o CTG Pousada do Sul. A cerimônia contou com a participação de autoridades, entre eles o prefeito de Querência Fernando Gorgen, prefeito de Canarana Fabio Faria, o vice-governador Carlos Fávaro, e vários deputados estaduais. O patrão do CTG Pousada do Sul Sr. Olimar Luciano Schneider, em nome do quadro social, agradeceu a prefeitura Municipal de Querência, bem como, a todos os apoiadores do evento e, em especial ao Grupo Echer, pela doação da casa que vai abrigar o ecônomo do CTG Pousada do Sul.

Compartilhe esta coluna em suas redes sociais