Coluna sobre Literatura e Português

Sabedoria do apólogo

Maria Solange
Julho 20/ 2017

Apólogo é uma narrativa de curta extensão, que busca ilustrar lições de sabedoria ou ética, através do uso de personalidades de índole diversa, imaginárias ou reais, com personagens, na maioria das vezes, inanimados. Leiamos um apólogo numa linguagem tecnológica:

                                           APÓLOGO DO CELULAR 

Em uma loja de informática, um pequeno celular discutia com um computador. Nessa discussão, o celular, exaltado, dizia:

- A minha tecnologia é muito mais avançada do que a sua. Eu possuo câmera digital, posso reproduzir músicas em vários formatos e, acima de tudo, sou um aparelho portátil. O computador nada dizia. Ele escutava calmamente tudo o que o celular falava.

 - Meu amigo, nem todas as pessoas podem possuir um aparelho como eu. Nós, celulares altamente modernos, possuímos preços elevadíssimos. Bem, já você, meu caro, qualquer pessoa de baixa renda pode comprar. Eu sou o melhor aparelho de celular do mercado atualmente.  

Após concluir sua fala, o celular desligou-se por completo automaticamente, e o computador com voz tranquila disse: - Descarregou mais uma vez! Esses celulares pensam que são, como nós computadores, ligados na tomada.


                                 *  Que lições podemos retirar desse apólogo?

1º ->Grau de superioridade: um querendo ser mais que o outro. Tanto o computador como o celular se valorizando como se tivessem vida própria. Os dois necessitam da tecnologia para funcionarem.

2º -> Humilhação, falta de respeito para com o próximo. O celular desmerecendo o computador, afirmando que qualquer pessoa de baixa renda pode adquiri-lo. E que não é qualquer pessoa que pode ter um celular.

3º -> Por mais importante e atualizado que seja, ele depende da bateria para mantê-lo ligado. Não adianta ser moderno senão tem como se sustentar. 

4º -> O computador, por sua vez, também precisa da tomada para funcionar. Está ligado na tomada porque alguém fez essa tarefa. Logo, os dois são dependentes da luz elétrica para funcionarem.

 5º -> Outro detalhe muito importante: à medida que a tecnologia vai evoluindo, vão surgindo outros equipamentos melhores, mais potentes. O aparelho de hoje, amanhã, já estará obsoleto e assim sucessivamente. Cada coisa no seu devido tempo.

                  *O que queremos demonstrar com essas lições retiradas de um simples apólogo é que todos nós somos importantes no lugar onde estamos, sem desmerecer o outro na sua atividade. Hoje podemos estar em alta, mas amanhã ninguém sabe. Tudo é passageiro nessa vida. Não podemos desperdiçar o nosso tempo com picuinhas, invejas, falando mal do outro. Vamos valorizar o nosso colega de trabalho, o nosso familiar, o nosso amigo, o funcionário mais humilde... todos eles executam uma tarefa única e importante naquele ambiente. Caso um deles faltar, já fará falta, o trabalho não vai andar como deveria. É tipo uma engrenagem: se um dos dentes dessa engrenagem quebrar ou entortar, já não funcionará. Pensemos nisso e um bom final de semana!



Compartilhe esta coluna em suas redes sociais