Nutrição e saúde

Orientações Nutricionais para Hiperuricemia - Ácido Úrico Elevado

Luísa Vargas
Maio 19/ 2017

Ácido úrico elevado é um subproduto do metabolismo de excreção das proteínas. Um distúrbio nesse metabolismo faz com que os cristais de ácido úrico depositem-se nas articulações, nos rins (cálculos) ou no tecido subcutâneo (tofos). 

Algumas pessoas sofrem com o excesso de ácido úrico no organismo. Quando os níveis não estão equilibrados, seja por causa de algum problema de saúde ou por medicamentos, pode acontecer de o ácido ficar acumulado nas articulações e se calcificar no local. Essa calcificação causa dor e, em muitos casos, é necessário fazer cirurgia, já que os movimentos das articulações ficam restritos.

Quem tem predisposição a ter ácido úrico alto precisa tomar cuidado com alguns alimentos e também inserir bons itens na dieta, confira algumas dicas baixo:

-Evitar a ingestão de gorduras e o excesso de proteínas;

-Controle a ingestão de proteínas de origem animal (carnes bovinas, vísceras, aves, peixes, frutos-do-mar, ovos);

-Evite o consumo dos seguintes peixes: anchovas, mexilhões, sardinhas;

-Despreze sempre a água do cozimento das preparações das carnes;

-Evite o consumo de caldos concentrados e temperos (em tabletes ou em pó), consomês e molhos de carnes;

-Diminua o consumo de leguminosas (feijão, lentilha, feijão branco, soja) para 1 vez ao dia;

-Consuma verduras e legumes à vontade, apenas em casos mais graves, o consumo de tomate maduro e molho de tomate é restringido;

-Aumente a ingestão de alimentos ricos em fibras (alimentos integrais, aveia, centeio, etc);

-Evite o consumo de açúcar, sal, álcool e cafeína;

-Consuma frutas à vontade, apenas em casos mais graves evite consumir frutas cítricas como laranja, abacaxi, tangerina, limão;

-Evite o consumo de alimentos fermentados (leites fermentados, chucrute, bebidas alcoólicas, principalmente a cerveja);

-Pratique sempre exercícios físicos;

-Dê preferência os queijos mais magros como cottage, queijo branco, ricota e as versões light e leite desnatado;

-Diminua a ingestão de alimentos gordurosos;

-Use com moderação: pães fermentados; aspargos, amendoim, feijão seco, vagem, ervilhas secas, lentilhas secas, cogumelos, espinafre

-Evite alimentos embutidos como, linguiça, mortadela, salame, presunto, salsicha.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais