De Gremista para Gremista

Vamos esquecer o Brasileirão

Agostini Nicolini
Agosto 21/ 2017


Confesso que é chato sempre abordar este mesmo tema em minhas colunas. Fui um dos primeiros a escrever que o Grêmio não queria o campeonato brasileiro. Na verdade, escrevi isso logo depois do Grêmio ter perdido para o Corinthians na Arena. Ali ficava evidente que o Grêmio estava abrindo mão do brasileirão em favor da Copa do Brasil e Libertadores. E acho que não está errado. Como torcedor, evidente que eu quero que meu time ganhe todas as competições que disputa ou pelo menos lute com todas as forças possíveis até enquanto tiver chance. Mas como a comissão técnica do Grêmio e o departamento de fisiologia do clube dizem que não tem como jogar em alto nível três competições, ao mesmo tempo, o Grêmio está agindo corretamente em busca de seus objetivos. Então, vamos esquecer o brasileirão e que venha o título da Copa do Brasil ou Libertadores, e quem sabe os dois. Sejamos sinceros: acho que um ou os dois títulos tem tudo para pousar na arena. É questão de tempo.

NÃO PRECISARIA SER TÃO RESERVA

A única contradição minha em relação a utilização de time alternativo no campeonato brasileiro é que essa equipe não deveria ser tão reserva. Acho que o Grêmio peca demais na escolhas dos vão para o jogo. Por exemplo, nos três setores da equipe, o time não precisaria ser tão reserva assim. Tanto na defesa, meio de campo e ataque, poderiam ser utilizados de um a dois titulares por setor. O Grêmio não ficaria tão fragilizado como a gente tem visto nos jogos em que são escalados. Talvez nos enganamos com aquela ideia de que, pelo elenco numeroso, temos dois times tão fortes e iguais. Isso não é verdade. Temos um grande time titular e uns outros cinco, no máximo, reservas que substituem a altura. Nada mais do que isso. E como agravante, devemos lembrar, que temos muitos problemas de lesões de jogadores que estão no departamento médico. Mas essa será a rotina do Grêmio na competição: time reserva. O próprio técnico mandou recado que será assim e não adianta reclamar. E partindo de Renato, vamos respeitar, pois esse tem crédito demais perante nós.

INTELIGÊNCIA E COMPETÊNCIA CONTRA O CRUZEIRO

Passado o confronto contra o Atlético Paranaense, e diga-se de passagem que o zero a zero do placar foi justo, nos voltamos a Copa do Brasil, uma das competições escolhida como prioridade para a temporada. Para o jogo de volta contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, estejamos preparados, pois será uma guerra. O time mineiro não venderá sua desclassificação em seu reduto de forma fácil. Grêmio precisará jogar com inteligência e conter o ímpeto adversário com muita competência também. Como o Cruzeiro precisará de dois gols de diferença para eliminar o tricolor, certamente planeja fazer um gol cedo e desestabilizar o Grêmio. E será justamente neste fato que o Grêmio precisará jogar com inteligência e, principalmente, não abdicar do ataque. Se é verdade que o gol cedo pode desestabilizar o Grêmio, o Cruzeiro também sabe se levar um gol a reciproca também será verdadeira. Na verdade o Cruzeiro trabalha com uma meta e duas situações distintas: fazer gols e não levar gols. Mas o Grêmio do técnico Renato tem se notabilizado por fazer gols em quase todas as partidas. Isso quer dizer que dificilmente o Grêmio deixará de fazer, pelo menos, um gol em Belo Horizonte. E se isso acontecer, o Cruzeiro terá que fazer três. E esse será seu dilema. 

VIRTUDE GREMISTA

O Cruzeiro sabe que o Grêmio dificilmente passará em branco no Mineirão, a ponto do time já se preparar para essa situação. O próprio técnico Mano Menezes, depois do jogo do último domingo, falou na coletiva que o placar será de 3x1 para o seu time, reconhecendo a virtude gremista. Claro que ele ressaltou o placar que lhe serve e lhe dá a classificação. Mas para o bom entendedor, é notório que o time mineiro trabalha com a possibilidade de ser eliminado. E essa é a realidade da partida. Eu imagino, e volto a repetir, que a partida será muito difícil, mas acho que o Grêmio tem 60% de chances de eliminar o Cruzeiro e chegar a semifinal. Só uma atuação desastrosa pode tirar o Grêmio da final. Vai ter pressão de todo o lado, mas o Grêmio já conviveu com situações assim e soube ser vitorioso. Na prática o Grêmio joga a classificação pelos três resultados: vitória, empate e até derrota por um gol a partir de 2x1. Seria muito frustrante perder uma classificação nestas condições. Vou cravar em 1x1 o placar do jogo, mas o Grêmio não está proibido de voltar com a vitória. 

A PROPÓSITO ...

Desde a lesão de Geromel, só se fala das condições em que Bressan possa substituí-lo. Depois dos aplausos e do carinho que o torcedor manifestou a ele no jogo contra o Atlético Paranaense, não duvide que o Bressan seja o destaque contra o Cruzeiro. Eu já vi esse filme.


(Foto do site do clube / Marcos Uebel).


Compartilhe esta coluna em suas redes sociais